Biografia

Miguel Faria Jr. nasceu no Rio de Janeiro em 1944. Começou sua carreira no inicio dos anos 70, vinculado a uma segunda fase do cinema novo no Brasil.

Dirigiu diversos longas-metragens, entre eles destacam-se Pecado Mortal (seleção oficial em Veneza – prêmio da crítica; e Chicago Film Festival em 1970), Republica dos Assassinos, (seleção oficial em San Sebastián/1980 e prêmio em Festival de Cartagena), Stelinha (participação em vários festivais obtendo prêmios de melhor Filme e melhor diretor no Festival de Gramado / Brasil 1990).

Durante os anos 90 exerceu cargos importantes em órgão representativos no governo e foi Secretário para o Desenvolvimento Audiovisual no Brasil (1993/1995), assumindo papel importante

na política da retomada da produção cinematográfica no Brasil. Trabalhou também como produtor executivo em Getulio Vargas (1975), documentário de Ana Carolina, Tensão no Rio (1981), de Gustavo Dahl.  Mil e Uma (1991), filme de Susana de Moraes e em Tieta (1995), filme de Cacá Diegues. Em 2001, retornou a direção com O Xango de Baker Street, com Joaquim de Almeida e Maria de Medeiros, filme baseado no romance homônimo de Jô Soares.

Em novembro de 2005, lança Vinicius – quem pagará o enterro e as flores se eu me morrer de amores?, seu décimo filme, uma cine-biografia emocionada sobre o poeta e compositor Vinicius de Moraes. Lançamento dia 11 de novembro em todo Brasil.